jeudi 21 février 2008

Queria me desculpar a todos por não atentar ao fato que o Blog não estava abilitado para comentarios anonimos, então peço desculpas a todos....

E peço que comente :D
Pois apartir dai saberemos se estão gostando ou não para assim melhorarmos cada vez mais o blog
Peçam Tutoriais tambem....
Abraço a todos

Todos os dias no MSN: emuladoreseroms@hotmail.com

Xauz
Fuiz
Ae galera esse tutorial é muito bom pra quem quer aprender a gravar isos de game cube!! pois muita gente tenta gravar e não roda no cubo, pois a iso tem que ter o tamanho certinho de 1,35 gb não pode ser menor que iso se não nem roda no cubo!!!

Antes de qualquer coisa peço que leia cada passo cuidadosamente para não fazer nada errado e perder o mini-dvd, mas garanto q é muito simples e FUNCIONA!

1 - Baixe o FSTFIX versão 1.5f no emule ou google it e descompacte todos os arquivos para a mesma pasta em que se encontra a iso de Game cube.
2 - Renomeie a extensão do arquivo .iso para .gcm (ex. zeldatp.iso para zeldatp.gcm)
3 - Para operar o FSTFIX vc precisa ir no DOS fazer os comandos. Se não sabe entrar no DOS clique em iniciar, depois em executar e escreva na janelinha "cmd" sem as aspas e clique em ok. Isto abre uma janela de comandos (windows em inglês: Start, Run, cmd)
4 - No DOS vá para a pasta onde está o arquivo FSTFIX.exe e a imagem de game cube. Uma vez nessa pasta basta digitar sem as aspas "fstfix (nome da imagem).gcm f" (ex. fstfix zeldatp.gcm f)
5 - O processo de reorganização leva alguns minutos, feche os programas para otimizar o processo
6 - BINGO! agora haverá um novo arquivo na sua pasta com a sigla fstfix, renomeie este de volta para .iso e pode gravar!

Lembrando que o FSTFIX só deve ser utilizado com imagens de gamecube!
NERO não é recomendado para gravar as ISOs de cubo...

  • Como gravar usando o CloneDVD2:
Utilize o CloneDVD2.. É mais simples gravar jogos de cube nele que no Nero já que o programa já tem uma configuração pré estabelecida.
Não se esqueça de usar mídias Mini DVD-R dotcom, ridata ou smac

  • Gravando uma imagem de cubo no CloneDVD2:
1 - Baixe e instale o cloneDVD2
2 - Na tela principal escolha a terceira opção "Gravar Informação Existente"
3 - Onde tem "Fonte" selecione a bolinha "Imagem ISO/UDF"
4 - Clique no botão à direita da caixa de texto para procurar a imagem .iso a ser gravada.
5 - Selecione a velocidade 2-2.4x
6 - Selecione o drive que irá usar para a gravação
7 - Clique em Ir no canto inferior direito e aguarde até o final da gravação

  • Gravar usando o Imgburn:
O Imgburn também é um ótimo gravador de ISO,
Seguem as instruções para gravar uma imagem de cubo no ImgBurn:

1- Baixe e instale o ImgBurn
2- Na opção MODEescolha WRITE
3- Na opção WRTE SPEED escolha 1x ou 2x
4- Na opção File escolha Browse for a file e selecione a ISO a ser gravada
5- Em Destination Escolha o drive que vai ser usado para gravar
6- Pronto agora é só iniciar a gravação e esperar o processo.

===========================================================================

Tutorial Criado por: Carlos
http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=7857748791763175999

Tutorial Editado por: Xx_Baiano_xX

Proibida a sua copia total ou parcialmente sem a minha permissão ou sem colocar os creditos do blog http//:www.emuladoresland.blogspot.com

=====================================================================

samedi 2 février 2008

Este vídeo estava guardado desde a época do Seminário Interncional sobre Diversidade Cultural, promovido pelo MinC e pela OEA em setembro do ano passado. Foi quando tive a oportunidade de rever John Barlow, um de meus heróis da rede e com quem tive o primeiro contato no iSummit no Rio, um ano antes. Barlow é um dos fundadores da Electronic Frontier Foundation (EFF), braço armado da proteção dos direitos civis na rede, e autor de um texto clássico para o ativismo digital: a Declaração de Independência do Ciberespaço. Isto para não dizer que John é também um dos principais letristas da legendária banda Grateful Dead.

Fiquei honrado em receber sua visita em minha casa, e poder compartilhar com ele momentos festivos de minha comunidade. Mas interessante mesmo foi quando, em uma conversa nos corredores do Seminário, ele revelou o que podemos chamar de 'marco zero' do fenômeno brasileiro no Orkut. Interessante também sacar a perspectiva que ele tem do Brasil como 'networked society'. Faz sentido para vocês? Segue o vídeo (por Adriano de Angelis), legendado e traduzido com algum atraso ;-)

vendredi 1 février 2008

Diversas pessoas, adultas ou não, gostam ou já gostaram de videogames. Muitos conheceram estas máquinas nos anos 80, outros nos anos 90, e outros conhecerão em breve.
A galera mais velha deve ter conhecido videogames como o Atari, Odissey, MSX, NES, Sega Master System (SMS), entre outros, enquanto outros começaram com o Mega Drive (Sega Genesis) e SNES, e os mais novos conheceram o Playstation, o Saturn, o Nintendo 64, o Dreamcast...
Muitos dos que pertencem ao primeiro e segundo grupos não têm mais o prazer de jogar estes jogos que marcaram um lugar em suas vidas. Falta de peças, consoles quebrados, cartuchos queimados, entre outros, se interpõem entre estas pessoas e a diversão. Estes tentam jogar os mais novos, mas são obrigados apenas a lembrar com saudade de seus primeiros games...
Pois bem, chega de saudade. Para conseguir relembrar dos velhos tempos, foram criados os emuladores!


  • O que é emulação ?

Existem varios tipos de emuladores. Esta página trata de emuladores de consoles de videogames. Com estes programas voçê pode rodar no seu computador por exemplo, os cartuchos originais do antigo Nintendo 8 bits.
Os emuladores são softwares geralmente programado em C/C++ ou Assembler para qualquer plataforma ou sistema operacional, isto é, MS-DOS, Windows95, OS/2, MacOS etc... capaz de imitar qualquer componente físico de uma máquina, ex. (Processador, Memória etc...), assim para emular um hardware, o software terá que conter todos os componentes existentes na máquina real. Atualmente existem emuladores desde calculadoras científicas até máquinas de arcade, geralmente esses emuladores são de 16-Bit rodando sob sistema DOS, mas para máquinas mais potentes como os videogames Sony Playstation ou Nintendo 64, o ideal é codificá-lo em C/C++ sob Windows95 e DirectX para se obter o máximo de performance.
Como o processador Pentium é de 32-Bits, emular uma máquina de 64-Bit têm sido uma tarefa realmente difícil, mas alguns programadores estão testando a recompilação dinâmica, que traduz os códigos MIPS diretamente para o código INTEL (x86), não havendo a necessidade de converter o código diretamente no emulador, com isso a velocidade aumenta cerca de 10 vezes. Um dos maiores problemas na emulação é a perda de velocidade, se o software não for bem otimizado ou utilizar uma linguagem de baixa performance, um emulador de 8-Bit pode ficar lento em um Pentium 100MHz! Para se ter uma boa velocidade na emulação, a configuração mínima recomendada é um Pentium 133MHz ou compatível com 16MB de memória RAM e uma placa de vídeo de qualidade, o ideal seria uma CPU com tecnologia MMX e 32MB RAM, adquira também o Scitech Display Doctor, que inclue funções para calibramento, benchmarks, configurações além do principal, o VESA 3.0 Extender que adiciona novas resoluções lineares como: 320x240, 400x300, 512x384, 640x350... e permite o uso do "Linear Frame Buffer", que é bem mais rápido do que o VESA 1.2 (Banked), encontrado na maioria das placas antigas.

  • O que são as ROMS ?

São os jogos. As Roms são cópias dos cartuchos originais. São exatamente o mesmo arquivo que era gravado nas Eproms dos cartuchos.
Todo hardware precisa de um software para funcionar, tanto faz uma calculadora ou computador, todos eles utilizam uma BIOS (Basic Input Output System), que é um programa básico que gerencia todo o equipamento junto com o sistema operacional (se houver). Conforme o tipo de equipamento, o software será armazenado em uma mídia diferente, ex. calculadoras, agendas-eletrônicas, videogames (com cartucho) e arcades armazenam o seu software em um chip geralmente do tipo EPROM (Eraseble Programmable Read Only Memory) ou EEPROM (Eletronic Eraseble Programmable Read Only Memory), esta última como permite regravação eletrônica, geralmente é utilizada para gravar configurações que também pode ser do tipo CMOS (Metal Oxide Semiconductor). Videogames que utilizam CD-ROM (Compact Disc - Read Only Memory) permite armazenamento de até 680MB de dados, que podem também conter trilhas de áudio, vídeos MPEG (Video Pictures Expert Group) de alta qualidade etc...
É uma mídia muito mais versátil e poderosa mas perde em velocidade de acesso, um drive de CD-ROM de 2 velocidades (300Kb/s) tem uma taxa de acesso por volta de 250 ms, sendo que uma EPROM nunca ultrapassa 50 ns. Já no emulador em um computador, não há possibilidade de colocar um cartucho na máquina, os slots e dados contidos são incompatíveis, por isso são usados arquivos chamados ROM's ou Images, que contém justamente os mesmos dados armazenados na EPROM do cartucho original. Esses arquivos contém formatos diversos que dependem do tipo de equipamento, ex. MegaDrive (.smd), SNES (.smc), Arcades (.rom) etc..., e podem ser gravados em disquetes ou no próprio Hard Disk. O tamanho desses arquivos depende da memória que o jogo contém, ex. o Super Nintendo suporta ROMs de até 48MBit (6MBytes).

  • De onde surgiram os emuladores e roms?

Os emuladores eram originalmente usados pelos programadores das Softhouses que produzem os jogos. Com o tempo surgiram opcionais para os consoles de videogame que faziam backup dos cartuchos em disquetes comuns de computador. Estes depois foram proibidos, mas alguns programadores independentes passaram a desenvolver novos emuladores e a distribui-los gratuitamente na Internet, aí tornaram-se tão populosos.

  • Onde conseguir os emuladores e jogos(Roms) ?

Na Internet existem centenas de páginas distribuindo emuladores e roms.
Nesta página você encontrara tudo sobre, aqui você irá encontrar todos os emuladores e muitas roms em constante atualização.
A maioria dos arquivos se encontra compactado no formato .ZIP para o download. Caso voçê ainda não possua um programa para descompactar estes arquivos, visite www.winzip.com e faça o download do Winzip.

  • Como instalar um emulador e roms ?

Cada emulador vem com um arquivo .txt explicando como utiliza-lo.
Mas basicamente basta descompactar os arquivos de que voce fez download em uma mesma pasta. Os roms, na maioria dos emuladores também podem ser descompactados na mesma pasta do emulador, outros necessitam ficar em sub-pastas, chamadas roms, mas isso não é problema a Expert Emu pode resolver isso para você.

  • Espere aí! Quer dizer que esses incompetentes não fazem o trabalho direito, e seus emuladores ainda não emulam todos os jogos???

Calma. Em primeiro lugar, criar um emulador é muito difícil. É preciso ter grandes conhecimentos de linguagens de programação como C, C++, Assembler, entre outras. Em segundo lugar, a grande maioria dos criadores de emuladores são fãs dos consoles, que criaram os emuladores apenas para relembrar os velhos tempos, e resolveram compartilhar suas experiências com o mundo, através da Internet. Como a grande maioria dos emuladores é freeware, ou seja, gratuita, e seus criadores têm vidas próprias, como estudos, trabalho e relações pessoais, não se pode exigir que eles "façam o trabalho direito". Existem diversas produtoras de jogos, e cada uma delas faz o jogo do seu jeito. O programador de emuladores não pode fazer com que seu emulador emule um determinado jogo se ele não conhece o padrão de certo jogo. Eles não são obrigados a nada, e deve-se, sim, agradecer à sua boa-vontade. Além disso, algumas empresas, ao criarem os jogos, encriptam os mesmos, a fim de evitar a pirataria, e isso dificulta muito o trabalho daqueles que dumpam roms e criam emuladores, pois estes têm que decifrar essa encriptação.

  • Mas, o que é um emulador?

Um emulador é um software, que "finge" que a máquina onde está rodando é outra máquina por exemplo. Diz-se que está emulando outra máquina. Experientes programadores, conseguiram, com muito esforço, emular os videogames. Atualmente, muitos videogames e até arcades (máquinas de fliperamas) são emulados.

  • Então, basta eu conseguir um emulador do meu videogame favorito e poderei jogar todos os meus antigos jogos no meu computador?

Quase. Não basta ter apenas um emulador, pois o emulador emula somente o videogame, e não os jogos. Para os jogos, você precisará de roms.

  • Mas eu posso mesmo baixar qualquer Rom? Isso não seria pirataria?
Sim e Não. Legalmente você pode baixar qualquer rom de qualquer sistema, mas você não pode manter os roms no seu computador por mais de 24 horas, se você não possuir o cartucho/cd original ! Os roms só são permitidos como backup do jogo original, ou seja, se você possuir o jogo original e tiver o arquivo do jogo no PC para que se caso aconteça algo com o jogo você tenha como recuperá-lo através do backup, podendo possuir a rom mesmo que o seu jogo esteja danificado.
  • Todos os consoles e jogos são emulados?

Não. Existem muitos consoles e jogos, mesmo antigos, que não são emulados, por diversos motivos, no caso dos emuladores, é devido ao videogame ser muito novo, ou pouco conhecido, ou mesmo porque ninguém tentou emular tal console. No caso das roms, existem duas formas delas não serem emuladas:

a) a rom ainda não existe, isso quer dizer que ainda não foi dumpada, isso acontece quando o jogo possui forte encriptação, não é muito conhecido ou é muito novo
b) a rom existe, mas nenhum emulador pode fazer ela funcionar, isso ocorre quando o jogo possui compressão diferente do normal, ou quando os emuladores existentes ainda não conhecem o padrão deste jogo.


===========================================================================

Tutorial Criado por: Xx_Baiano_xX

Proibida a sua copia total ou parcialmente sem a minha permissão ou sem colocar os creditos do blog http//:www.emuladoresland.blogspot.com

===========================================================================
Após bilhões de perguntas sobre se é possivel jogar no modo Multi-link ou Multi-players no GBA, aki neste tutorial vou explicar como fazer:
  1. Pegue o emulador No$gba ( Todos os roms se devem estar descompactadas, no formato .gba. )
  2. Abra o emulador, va em Options> Emulation Setup> Number of Emulated Gameboys coloque 2 ou o numero de GB que queira.
  3. Agora configure as teclas para cada jogador.
  4. Agora clique em Save Options.
  5. Agora qnd for abrir um rom selecione o menu File, e seleciona a segunda opção: "Cartridge menu (Filename)" e abre a imagem do rom.
  6. Agora é só entrar no modo multi-link do jogo desejado!


===========================================================================

Tutorial Criado por: Xx_Baiano_xX

Proibida a sua copia total ou parcialmente sem a minha permissão ou sem colocar os creditos do blog http//:www.emuladoresland.blogspot.com

===========================================================================

Nombre total de pages vues